Chéri Hérouard (1881-1961), capista das publicações Fantasio (1908-31), La Vie Parisienne (1910-30), embalava glamourosamente as revistas ilustradas, distribuindo pela grade uma profusão de emoções femininas: da sensualidade ao exercício do poder, com picardia acompanhava as beldades de seres fantásticos. Tem algo como “Sapore di Sale” em seus contornos,  através dos motivos:  praia, estações, esportes, cenas urbanas, ‘dolce vita’, carnaval, natal; é o artista gráfico referente, por excelência, de J. Carlos.